domingo, 22 de novembro de 2009

A inveja…

Por vezes penso duas vezes antes de colocar algumas fotos e histórias aqui no blog. A razão disso? Bom, receio ser mal interpretada e que me achem “snob” e outras coisas que tal. A verdade é que tanto aqui no blog como em “sites sociais” tipo facebook e no MSN publico maioritariamente sentimentos positivos (tirando algumas vezes em que me apetece desabafar). Não creio que os poucos leitores que este blog tem viessem aqui ler as minhas histórias se elas estivessem cheias de infelicidade, depressão e amargura. Por isso prefiro partilhar as coisas boas e dar sempre a imagem de que “tudo vai bem no meu reino”. Muito menos partilho as minhas tristezas com pessoas com quem tenho pouca afinidade.

Ora isso leva a que por vezes surjam mal-entendidos e a meu ver rasgos de inveja mal controlada. O mais normal é que as pessoas me digam: “Eh pah, isso é que é vida.”, “ui, é só viagens, muita fixe, quem me dera!”, “Trabalho? Isso para mim parecem-me mais férias.”, “cansada? mas tens um trabalho tão fixe!!”.

Hoje foi um ex-colega de faculdade que me deixou boquiaberta com o comentário: “Bem, queres trocar comigo? Eu ponho uma peruca loira e rio-me muito.”

Prefiro pensar que não estou onde estou a desempenhar as funções que desempenho (o que é passível de ser feito por qualquer pessoa dedicada), por sorrir. É verdade que o sorriso – principalmente entre pessoas que não partilham a mesma língua – abre muitas portas e quebra muito gelo, mas mesmo com um carinha simpática, acho que a mensagem que transmito é mais importante que os meus dentes. Devo ter uns 100 - 150 resultados com o meu nome aliado ao meu trabalho no Google, 3 capítulos de livros escritos, uns 3 ou 4 artigos científicos publicados, dezenas de artigos publicados em  revistas de nutrição animal e incontáveis participações em congressos (científicos e menos científicos) em 2 anos e meio de emprego. Isto com muitas viagens pelo meio, durante as quais obviamente não “produzo” nada escrito. E sim, sorrio e rio muito… Porque isso não faz de mim menos capaz.

Para quem acha que isto são só rosas, experimentem viver em quartos de hotel por 4 meses, mudar todas as semanas de país (às vezes mais do que uma vez), passar horas em aviões e em aeroportos, adaptar constantemente relógios e telemóvel às novas horas, controlar a vontade (por vezes incontrolável) de usar WC’s estranhas, conhecer 10 pessoas novas por dia (e ter de fixar nomes), adaptar os nossos costumes aos costumes locais, controlar o que comem para não ter diarreia, beber até às tantas com clientes (porque é simpático) e estar pronta às 7 da manhã do dia seguinte para novas visitas… over and over again… Para não falar do afastamento da família, dos amigos e do nosso "habitat” natural. Eu tenho feito isto tudo e sim, com um sorriso nos lábios e sempre pronta para a próxima. Porque esta é a vida que eu escolhi e ninguém tem culpa disso. Sempre ouvi dizer “quem está mal que se mude”. Corram atrás da vida, não esperem que as oportunidades vos batam à porta. E não, não sou coitadinha, apenas não sou o comum ‘Tuga que sempre se queixa e pouco faz para mudar a vida que leva.

Um beijo com saudade … já atrasada para o aeroporto (Tailândia here I go!!!)

7 comentários:

Anónimo disse...

Inveja: Característica marcante e intrincica daqueles que vivem na Merda e tiram cursos superiores para conseguirem chegar ao Cocó!!!
Para todos os que nos lêem e para aqueles que virão a ler: Poucos ou quase nenhuns têm a coragem de viver a Vida, usufruindo dos seus benefícios, mas também arcando com as reponsabilidades inerentes a essa decisão. Se o Vosso problema é Inveja e achar que faziam melhor, provem-no mas com actos e não com comentários.
E mais: Quem dera a noventa e nove por cento das pessoas ter o sorriso da Inês!!!
Um beijo com saudade... Um não, cinco!!

Pascoal, o Caribenho disse...

Estou contigo! Os nossos blogs não servem para expôr tristezas e depressões. A idéia é partilhar as coisas boas que vivemos enquanto estamos longe da família, amigos e longe duma vida "normal". Sou muitas vezes brindado com os comentários acerca do quanto NÃO trabalho e do tipo de coisas que encontro por aqui como enfermeiro. Para muitos estou a gozar férias remuneradas desde o meu primeiro dia. Sim, viajo. Sim, visito locais de sonho. E sim passo as folgas onde muitos sonham passar férias pelo menos uma vez na vida. Mas com a minha equipa sou a rede que separa a vida e a morte de milhares de pessoas a bordo duma cidade flutuante, na maior parte do tempo fora do alcance de qualquer ajuda.

Os blogs são as montras da nossa vida de emigrantes. E não se mostram os produtos de menor qualidade numa montra, certo? =)

Gosto do teu sorriso! Continua a partilhá-lo porque vale a pena voltar para revê-lo e rir com as tuas peripécias. E vemo-nos fora do mundo dos blogs em Dezembro

Teresa disse...

Quase que adivinho o responsável por esse comentário! :) O que interessa é que as pessoas com quem tens a tal afinidade e que te conhecem mais do que a loira bem disposta, consigam ver para além do que postas no teu blog e afins! O resto pouco interessa!! Beijinhos e boa viagem!!

Calíope disse...

Felizes aqueles que, como tu, correm atrás dos seus objectivos :) E ainda consegues a proeza de correr, sorrir e manter o cabelo em condições :D bjs e boa viagem!

Ana Rita disse...

Eu cá avanço c nomes...como é minha característica...n sou politicamente correcta!
Ou foi o Rui ou o Marco! Só pode!
É q nem vale a pena comentar +! Nós conhecêmo-los bem...NEM TE CHEGAM AOS CALCANHARES! Nem sorrindo :D

Pedro disse...

Neste mundo há realmente pessoas invejosas dos outros! Algumas são assim desde nascença, mas nem admira e até têm alguma desculpa, basta julgar pela imagem que usaste... :) :) :)

Jarod disse...

Perucas não vendo mas sorrisos ainda se pode fazer qualquer coisita...
Manda lá vir a persona!
LOLOL