sábado, 14 de julho de 2007

Há pessoas assim... Especiais!

Ainda ontem um amigo me dizia que eu era muito corajosa por ter vindo para a Áustria, assim sem conhecer praticamente ninguém (correcção: tenho 1 amiga e o namorado como apoio e que me têm ajudado bastante) e sem falar a língua. Disse-lhe o que digo sempre: acho que não é preciso coragem, é preciso é vontade de vencer e de querer ser alguém na vida.

[Observação: Quando me perguntam qual é o meu objectivo de vida e como eu me vejo daqui a uns anos (pergunta típica das entrevistas de emprego) digo sempre que o que eu gostava mesmo era de ser reconhecida pelo meu trabalho e pelo meu conhecimento em alguma área. Do género, alguém precisar de um esclarecimento e outra pessoa dizer assim: “Eh pah, vai ali falar com a Inês, porque ela é que percebe imenso disso!” Esse é o meu sonho!]

Mas ao mesmo tempo que tinha esta conversa com o meu amigo, uma grande amiga - ex-colega de faculdade e com quem partilhei um beliche durante um ano lectivo inteirinho - dava-me, em primeira mão, uma novidade fabulosa: Entrou no curso de Medicina Veterinária! Pois é, esta Engª Zootécnica, já com emprego (o que não é fácil!), decidiu ir em busca do sonho que sempre teve – ser veterinária! Após ter passado (com a 2ª melhor nota) nos exames de acesso ao ensino superior para maiores de 23 anos, e depois de uma entrevista, acabou por ser uma das 6 seleccionadas para frequentar o curso.

Para além dela, outra enormíssima amiga minha, que partilhou comigo fabulosos momentos durante a universidade e que partilha o mesmo dia de anos, está a tentar a sua sorte, mas através dos exames nacionais do ensino secundário. Isto ao mesmo tempo que trabalha na Faculdade de Medicina Veterinária, onde irá começar um Doutoramento em Setembro deste ano.

Sei bem que há milhares de jovens (e menos jovens) que estudam e trabalham ao mesmo tempo e que portanto esta história não tem nada de extraordinária. De qualquer modo, acho que é sempre de louvar a coragem das pessoas que, quando não contentes com o rumo das suas vidas, decidem mudar, bem ao jeito da música de António Variações:

“Muda de vida se tu não vives satisfeito
Muda de vida, estás sempre a tempo de mudar
Muda de vida, não deves viver contrafeito
Muda de vida, se há vida em ti a latejar”

Confesso que me sinto muito orgulhosa pelo esforço delas mas sempre soube que éramos especiais (o belo quarteto que se transformou em trio, mas isso agora não interessa nada!). Famosíssimas na Universidade de Évora pela beleza, simpatia, inteligência e modéstia, claro!

E para pessoas especiais a vida reserva sempre um futuro brilhante! É o que espero para mim, para elas e para todos os que se esforçam para isso!

Para estas duas amigas de quem sinto muita falta, aqui vai, repleto de força e de energias positivas:

Um beijo com saudade!

1 comentário:

Teresa disse...

O que te posso dizer? Fiquei feliz por sentires orgulho e por me dares força para esta trapalhada... Eu tambem tenho e ja te tinha dito, orgulho em ti e na tua capacidade de resistencia às adversidades. Tu sim, és um exemplo de preserverança! Um grande beijo, tambem com saudade!
Teresa