sábado, 28 de novembro de 2009

Japão – a surpresa III

E para finalizar o capítulo Nipónico – e porque queria partilhar o melhor do Japão com os meus caríssimos leitores – aqui está a melhor parte da minha viagem: a culinária e as refeições entre Japoneses. Desde que cheguei ao Japão andava com um medo enorme de que me obrigassem a comer de joelhos, ou com “perninhas à Chinês”. A ideia de passar 2 ou 3 horas com terríveis dores nos joelhos não fazem bem o meu género. Eis senão quando sou confrontada com este sumptuoso banquete:

CIMG0998

E sim, qualquer das duas opções teria de ser a escolhida.

 

 

 

 

CIMG1002

Mas lá me sentei, sem caretas, como todos os outros e toca de tirar fotos à boa maneira Asiática:

 

 

 

E a comida foi passando:

Fabulosa combinação de saké com ovas de salmão

CIMG1008 CIMG1010

sashimi (muitoooo melhor que em Portugal):

CIMG0947 CIMG0948

Raíz de lotus (tipo batata doce), foie gras de peixe (muito melhor que o foie gras de ganso, que eu me recuso a comer, e não exige que os peixes sejam alimentados à força)

CIMG0951 CIMG0971

Cartilagem de frango frita (depois de eu conseguir morder até se comeu. Ok, não é a maravilha das maravilhas, mas é comestível, puro colesterol!):

CIMG0972

Bom, duas horas depois já eu não tinha posição para estar. Ela era de pernas cruzadas, com pernas para a esquerda, com pernas para a direita, mas elas já há muito tinham adormecido. Eis senão quando eles – atenciosos como são – perceberam que aqui a Ocidental estava com problemas e ensinaram-me o segredo. Por debaixo da mesa há uma portinha que se abre para o Céu!!! (não é para o Céu, mas permite-nos esticar as pernas e isso já é uma sensação maravilhosa).

CIMG1006  Descobri que eles também sofrem com estas posições e recusei-me a sentar num banco que eles me trouxeram… (Em Roma sê Romano, certo?)

 

 

O momento alto da noite foi quando eles me tentaram ensinar a comer a massa (Noodles) à boa maneira Asiática (muito rapidamente com pauzinhos e com muito barulho, que é o que se quer deste lado do mundo).

Eu tentei (e eles adoraram)– mas eles exigem que o barulho seja grande – e os meus Paizinhos sempre me ensinaram que não se faz barulho a comer – são muitos anos de educação e disciplina. É dificílimo puxar a massa com duas ou três "sucções”. Meninos, não tentem fazer isto em casa (pelo menos não antes de terem bebido algum saké)!!!

Um beijo com saudades…

2 comentários:

Teresa disse...

Muito giro!!!!!

Anónimo disse...

Perante um banquete desses...
No comments!!!!!
Um beijo com saudade.... Um não, cinco!!